Páginas

domingo, 24 de julho de 2016

República sequestrada: Organizações Globo pedem fim da universidade pública gratuita

Print do editoral de O Globo

O maior conglomerado midiático do Brasil, as Organizações Globo, com ligações históricas com governos ilegítimos e ditatoriais, em editorial absurdo no jornal “O Globo”, neste domingo (24), intitulado: Crise força o fim do injusto (sic) ensino superior gratuito. Esse editorial de O Globo, contra as universidades públicas, soma-se a tantos outros editoriais direcionados ao governo golpista de Michel Temer, sequestrado por essa organização.

Curioso é que as Organizações Globo argumentam, nesse editorial, que o governo deve extinguir as universidades públicas gratuitas e pagar bolsas para os estudantes pobres estudarem nas universidades particulares. Justamente o que os Governos Lula e Dilma fizeram através do PROUNI e do FIES, além de aumentar as vagas nas universidades federais; programas que sofreram ataques sistemáticos da Globo nos últimos anos.

O jornal da família Marinho diz também, no famigerado editorial, que a universidade pública gratuita é um “mecanismo de injustiça social”, pois são os ricos que ocupam as vagas dos pobres. Então, por que a Globo foi contra o PROUNI, o FIES e as cotas nas universidades públicas direcionadas aos grupos mais excluídos e pobres da sociedade brasileira? 

E ainda acrescenta que o governo deve extinguir as universidades para “equilibrar as contas públicas”. Quanto disparate! O que ajudaria a equilibrar as contas públicas é o pagamento de impostos que essa organização sonega [leia aqui], descaradamente, e não o fim das universidades públicas gratuitas.

Nenhum comentário: