Páginas

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Exclusivo: Justiça Eleitoral é acionada para investigar áudio com suposta voz do prefeito de Belém (PB) cometendo prática ilícita

O PMDB de Belém (PB), por meio dos advogados Marcelo Matias da Silva e Flauberthy Almeida Lima Espínola, protocolou na terça-feira (23), na 54ª Zona Eleitoral de Belém, uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra o atual prefeito e candidato a reeleição, Edgard Gama, e o seu candidato a vice-prefeito, Severino Porpino da Costa (Bau), para que seja investigada a prática de “compra de votos” gravada em um áudio com a suposta voz do candidato à reeleição.

No áudio, com duração de 13 minutos e 48 segundos (disponível abaixo), com a suposta voz de Edgard Gama, é possível ouvir nitidamente uma longa negociação do candidato com alguns moradores em troca de votos, numa prática de captação ilícita de sufrágio. Em um dos trechos do áudio ouve-se o seguinte diálogo:

Suposta voz de Edgard: - De repente, se eu não vim, mas se você for... Por exemplo: hoje tem um movimento lá em casa e se tu for, de repente eu já separo...

Voz de mulher: - De que horas mais ou menos eu apareço lá?

Suposta voz de Edgard: - Seis e quarenta.

Voz de mulher: - Se eu chegar lá e a porta estiver fechada...

Suposta voz de Edgard: - Vou te arrumar cinquenta pra tu e cinquenta pra ela.

Na Ação de Investigação é requerida, entre outras diligências, que a Polícia Federal realize uma perícia no áudio para atestar a autenticidade além de identificar as pessoas cujas vozes aparecem na gravação.

Caso seja julgada procedente a AIJE antes da realização do pleito, em 02 de outubro próximo, é também requerida a cassação do registro de candidatura da chapa majoritária situacionista e a tomada de outras providências previstas em lei, independentemente do período do julgamento.

Ouça o áudio: 

Nenhum comentário: