sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Gestão Edgard Gama pode deixar programas e recursos da saúde bloqueados com demissões de servidores

O futuro Procurador-Geral do Município de Belém, o advogado Marcelo Matias, denunciou em uma rede social, na internet, que as demissões dos servidores da Secretaria de Saúde, especialmente os digitadores, realizadas pelo atual prefeito Edgard Gama, causarão prejuízos para a população de Belém.

Dentre os quase 100 (cem) servidores municipais demitidos pelo prefeito Edgard Gama, na tarde de ontem, 40 (quarenta) servidores trabalhavam na Secretaria de Saúde. Destes, os 5 (cinco) digitadores, responsáveis pelo envio de informações ao Ministério da Saúde, foram demitidos.

“O que precisa ser esclarecido é que, com as demissões, especialmente, com os digitadores da Secretaria de Saúde, a prefeitura fechou o processamento de dados daquela secretaria, responsável pelo envio das informações de produção ao Ministério [da Saúde]. Com essa medida, a prefeita eleita Renata Christinne entrará no mês de janeiro de 2017 com os programas bloqueados e sem dinheiro para manter os serviços”, denunciou Marcelo Matias.

A demissão em massa, publicada na Portaria nº 120, datada de ontem, 20 de outubro de 2016, e assinada por Edgard Gama (clique aqui), atinge as secretarias de Educação, Saúde, Agricultura, Infraestrutura e Ação Social. Ela ocorre a pouco mais de duas semanas após o término da eleição municipal, da qual Gama saiu derrotado.

Nenhum comentário: