terça-feira, 28 de março de 2017

Belém/PB: Campanha em apoio ao novo projeto “Bolsa Universitária” ganha força nas redes sociais

Dezenas de estudantes da cidade de Belém, no Agreste paraibano, utilizaram as redes sociais nesta terça-feira (28) para apoiar o novo projeto de lei, chamado “Bolsa Universitária”, que será apreciado pela Câmara Municipal.

Com a hashtag #EuApoioANovaLeidasBolsas, os estudantes apoiaram a campanha iniciada pela Associação dos Universitários e Secundaristas de Belém (AUSB) que articulou a nova lei, a qual deve beneficiar estudantes universitários de baixa renda do município.

Na noite de ontem (27), a AUSB emitiu uma nota pública (clique aqui), compartilhada por dezenas de internautas, rebatendo críticas de pessoas ligadas ao grupo político do deputado estadual Ricardo Marcelo (PMDB), derrotado na eleição municipal do ano passado, sobre o novo projeto de auxílio aos estudantes universitários.

“Durante a manhã de hoje, dia 27/03/2017, alguns indivíduos frustrados com a derrota política partidária, que ainda os atormentam, sendo que este fato, não possui nenhuma conexão com a entidade supracitada, haja vista esta possuir uma posição apartidária, ventilaram inverdades na tentativa de difamar à AUSB e seus representantes. Tudo isso em razão de um novo projeto de lei, que tramita na Câmara Municipal de Belém. Este projeto, antes de ser enviado a Casa José Adauto Pessoa, foi amplamente discutido pela Diretoria da AUSB, em conjunto com a Gestão”, diz um trecho da nota.

A nota pública da AUSB destaca, ainda, que as críticas dos partidários do deputado peemedebista, à associação dos estudantes belenenses, são “equivocadas” e “politiqueira”, pois o novo projeto deve beneficiar, principalmente, os estudantes com menor poder aquisitivo:

“Sabe-se que a Lei 200/2013, que ainda vigora como a lei das Bolsas, além de não ter eficácia, possui inconstitucionalidades, vícios, contradições e erros grotescos. Diferente disso, a estrutura do novo projeto de lei rica em objetividade, ao contrário do anterior, que nem sequer saiu do papel, visa beneficiar, principalmente, os cidadãos com menor potencial financeiro, aqueles que realmente necessitam desse tão nobre auxílio. A partir disso, percebe-se que as críticas equivocadas de alguns para conosco, não tem nenhum caráter racional, e sim, politiqueiro.”

Por fim, os estudantes encerram a nota “com a esperança de que os equivocados revejam suas atitudes deselegantes”, desejando aos demais colegas um “bom desenvolvimento na vida acadêmica” e colocando à AUSB sempre à disposição da classe estudantil, além de reforçar o apoio ao novo projeto. 

Nenhum comentário: