Páginas

sábado, 21 de janeiro de 2017

O Reino de Deus já chegou: é a presença de Jesus Cristo.

Por Padre Cícero Roberto
Vigário da Paróquia Nª Sra. da Piedade (Arara/PB)

A Liturgia da Palavra, deste domingo, nos convida a refletir sobre uma grande Luz que irá brilhar sobre toda terra, dissipando as trevas (Is 8,23b-9,3); as rivalidades entre os cristãos de Corinto (1cor 1,10-13.17); a conversão; o reino de Deus e os primeiros discípulos de Jesus (Mt 4,12-23).

Israel, povo de Deus, habitantes da região norte da Palestina, nas terras de Zabulon e Neftali, que, sob o comando do seu rei, despreza a proteção divina, e confiando apenas no poder dos homens, foi humilhado pelo rei dos sírios. Apesar da infidelidade de Israel, Deus renova a Aliança com seu povo, fazendo surgir uma Luz de esperança, o Messias, Luz para iluminar seu povo e todos os povos, que viviam na escuridão da morte.

São Paulo convida os cristãos de Corinto, e de hoje, a superarem as divisões, as rivalidades e a permanecerem unidos a Cristo, única fonte de unidade, paz e salvação.

Jesus, sabendo da prisão de João Batista, deixa a cidade Nazaré e vai para Cafarnaum, morar na Galileia, região norte da Palestina. Aí inicia sua missão convidando o povo à conversão, anuncia a chegada do Reino de Deus e chama os seus primeiros discípulos (Mt 4,12-23). “O povo que vivia nas trevas e na região dos mortos viu uma grande Luz brilhar” (Mt 4,16). Esta Luz é Jesus que ilumina o mundo e “aos tristes enche de alegria e de paz” (Is 9,1).

Conversão: esta acontece somente quando, numa atitude de fé autêntica, decidimos sair de um estilo de vida luxuoso, cômodo e vamos ao encontro do outro, sentir sua dor, amando-o como gostamos de ser amado.

O Reino de Deus é a presença do Filho de Deus, Jesus Cristo, a grande Luz que ilumina todos os povos. A primeira condição para participar deste reino é mudar de vida, de atitudes, ser humilde, sincero, desapegar-se de bens materiais e assumir um estilo de vida de acordo com o Evangelho.

Os primeiros discípulos de Jesus são homens simples, pescadores, cheios de fé e esperança. Deixaram seus pais e atenderam o chamado de Jesus: ”Venham, sigam-me, eu farei de vocês pescadores de homens. Logo deixaram as redes e seguiram a Jesus” (Mt 4,18.20).

Hoje os convidados sou eu, você. Todos nós somos chamados a servir a Jesus Cristo, anunciar a Palavra da unidade, da paz, às nossas lideranças que se acham “estrelas”, que ao invés de levar as pessoas a Jesus, as afastam com sua prepotência e estilo de vida preso aos valores da terra.

Cristo conta com você, com sua disponibilidade, com sua fé. Ouça o chamado de Jesus, mesmo no silêncio do seu coração. Ele quer mudar sua vida, sua família... Não perca esta oportunidade, enquanto há tempo...!

Nenhum comentário: